Covid: pessoas aptas a 3ª e 4ª doses devem completar esquema vacinal


Covid: pessoas aptas a 3ª e 4ª doses devem completar esquema vacinal

Saúde em 8 maio, 2022 9:08 Compartilhar imagem09-05-2022-01-05-29(Foto: Marcelle Cristinne)

De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a eficácia de uma terceira dose da vacina contra covid-19 proporciona uma taxa ainda maior de imunização. Neste sentido, a Prefeitura de Aracaju, por intermédio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), destaca a importância das doses de reforço.

A terceira dose, principalmente para quem já tem, naturalmente, a imunidade mais baixa, protege em mais de 90% contra hospitalizações e morte pela covid-19, aumenta em até quatro vezes a produção de anticorpos e em mais de nove vezes a capacidade neutralizante contra o SARS-CoV-2.

O chamado reforço vacinal, a quarta dose (D4), ou segundo reforço, entretanto, é uma recomendação expressa do Ministério da Saúde, alinhada à orientação da Organização Mundial da Saúde. Inicialmente, o Ministério da Saúde liberou este segundo reforço apenas para pessoas imunossuprimidas e idosos, pois essas pessoas apresentam uma resposta imune menor, em relação a pessoas saudáveis, então faz-se necessário uma dose extra para prolongar a imunidade e manter alto o nível de cobertura a longo prazo. Sendo assim, é importante receber a segunda dose de reforço para continuar avançando no combate à pandemia.

A vacina é a forma mais eficaz de frear a contaminação e o surgimento de novas variantes do coronavírus, além de ser, também, uma demonstração de cuidado coletivo. Apenas a imunização em massa protege todas as pessoas da comunidade e diminui o risco de contágio.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), ainda em setembro de 2021, oito meses depois que as vacinas começaram a ser aplicadas na capital, Aracaju conseguiu zerar o número de óbitos por covid, além de casos graves. Isso só reforça a eficácia do imunizante e a importância que o mesmo tem para garantir uma maior proteção.

De acordo com a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza, todos os imunizantes disponibilizados têm eficácia, segurança e impacto no controle da pandemia, por isso, a importância de reforçar o cumprimento do esquema vacinal da população.

“Apesar da flexibilização do uso da máscara, vai da conduta de cada pessoa usar ou não o item, mas é importantíssimo que as pessoas entendam que a ferramenta de maior impacto no controle dessa pandemia é, realmente, a vacina”, destaca a gestor.

De acordo com Waneska, as pessoas que ainda não se vacinaram ou que tomaram a primeira dose, esqueceram de tomar a segunda ou acharam que não deveriam tomar, ou mesmo as que já estão no período de tomar a terceira ou quarta dose, devem continuar se vacinando. “A vacina vem para fortalecer o sistema imunológico, para garantir uma proteção para as pessoas, caso elas sejam expostas a uma contaminação, já que o vírus não deixou de circular”, enfatiza.

Aplicação

A terceira dose da vacina contra covid-19 está sendo aplicada em pessoas maiores de 18 anos, que tomaram a segunda dose do esquema primário há quatro meses, exceto pessoas que tomaram duas doses da Janssen; imunossuprimidos de 12 a 17 anos, para quem tomou a segundo dose do esquema primário há 56 dias; e imunossuprimidos maiores de 18 anos, que tomaram a segunda dose há 28 dias.

Já a quarta dose (ou segunda dose de reforço) está sendo aplicada em idosos com 60 anos ou mais, que tomaram a terceira dose há quatro meses e em imunossuprimidos maiores de 12 anos, que tomaram a terceira dose há quatro meses.

O chamado segundo reforço, é uma recomendação expressa do Ministério da Saúde, alinhada à orientação da Organização Mundial da Saúde. A decisão foi tomada após constatar que a duração da imunidade em pessoas imunossuprimidas, e em idosos, é menor em relação a pessoas saudáveis, então faz-se necessário uma dose extra para prolongar a imunidade e manter alto o nível de cobertura a longo prazo. Sendo assim, é importante receber a segunda dose de reforço para continuar avançando no combate à pandemia, e assim retornar à normalidade.

Locais A vacina contra covid está sendo aplicada, na capital sergipana, de segunda a sexta-feira, em todas as 45 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), nos três shoppings da cidade e no drive-thru da Sementeira. As salas de vacina das UBSs funcionam no horário das 8h às 16h; as dos shoppings: Aracaju Parque, Riomar e Jardins das 8h às 17h; e o drive-thru das 8h às 13h.

Fonte: AAN

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *