Sargento Byron solicita revisão de acessibilidade na Orla Sul – Imprensa 24h

imagem14-05-2022-02-05-28

Essa não é a primeira vez que o vereador por Aracaju, Sargento Byron (Republicanos), chama a atenção do Governo do Estado para que a avaliação seja feita. Há diversos pontos do novo cartão postal da capital sergipana que apresentam problemas graves relacionados à acessibilidade, que, segundo Byron, já tem provocado transtornos às pessoas com deficiência e violado o direito estabelecido pela Constituição Federal de ir e vir.

Em sua fala, o vereador cobrou que a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras priorize esses reparos. “As pessoas estão me procurando indignadas. Eu tenho acompanhado na TV o desabafo das pessoas com deficiência que precisam atravessar a rodovia, mas que enfrentam dificuldades. Mais uma vez digo: é uma obra que já nasceu velha, com problemas que são inadmissíveis. A acessibilidade deve ser garantida, a lei é quem diz isso, e pedimos que a Secretaria faça as avaliações e repare os diversos problemas encontrados na obra”, cobrou.

imagem14-05-2022-02-05-28imagem14-05-2022-02-05-29

O parlamentar reconheceu a importância da Orla Sul, mas reforçou “É muito bonita. Vai trazer muitos impactos positivos, principalmente para o turismo e o desenvolvimento da nossa capital, porém, não se pode avançar em alguns aspectos e regredir em outros, principalmente quando esses outros afetam pessoas, cidadãos que merecem ser respeitados”, frisou.

Cobrança Antiga

Desde quando foi inaugurada, no final de maio do ano passado, Sargento Byron cobra intervenções ao Governo do Estado para que seja garantida a acessibilidade em toda a orla. Inicialmente, problemas como sinalização inadequada, pisos táteis de alerta e direcional com problemas, falta de rampas, além de outros, foram identificados e questionados pelo parlamentar. Ao decorrer do tempo, com menos de 1 ano de inaugurado, o primeiro trecho apresenta novos problemas. “São falhas que poderiam ser solucionadas com planejamento, consciência social e respeito às leis. É uma obra com dinheiro público. Isso não pode acontecer em hipótese alguma”, opinou o também presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Doenças Raras e Acessibilidade da Câmara de Aracaju.

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter

Relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *