Saúde de Aracaju oferta serviços à pessoa idosa


Saúde de Aracaju oferta serviços à pessoa idosa

Saúde em 7 jun, 2022 9:53 Compartilhar imagem07-06-2022-13-06-30Unidades Básicas de Saúde contam com serviço de fluxograma de acolhimento para a pessoa idosa. (Foto: Marcelle Cristinne/PMA)

A Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), oferta serviços à população com 60 anos ou mais nas Redes de Saúde da capital, com um fluxograma de acolhimento para a pessoa idosa a partir das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), as quais disponibilizam consultas médicas, de enfermagem e com assistentes sociais.

De acordo com a referência técnica da linha de cuidado da pessoa idosa, Vanessa Barreto, a partir da caderneta é possível identificar o comprometimento da capacidade funcional, condições de saúde, hábitos de vida, vulnerabilidades, além de ofertar orientações para o autocuidado.

“O envelhecimento saudável é muito mais que a ausência de doença. O idoso é um grupo que, demograficamente, vem aumentando de forma considerável, e nós, enquanto cidadãos e gestores, devemos nos conscientizar sobre a importância de preservar o respeito e a dignidade dessas pessoas, mediante políticas públicas que garantam os direitos até então conquistados, estabelecendo estratégias para um envelhecimento com qualidade de vida”, explica Vanessa.

Processo de envelhecimento

A sociedade passou a se preocupar com o processo de envelhecimento, devido ao fato de que as pessoas idosas correspondem a uma parcela numérica cada vez maior da população.

“Nossas ações são voltadas para a manutenção da capacidade funcional da pessoa idosa, ou seja, são centradas na produção da autonomia e da não dependência, promovendo um envelhecimento com mais saúde e qualidade de vida. É importante ressaltar que o envelhecimento não é sinônimo de incapacidade e dependência, mas de maior vulnerabilidade. Por isso, é preciso desenvolver uma cultura de cuidado, de forma sustentável e que atenda as necessidades dessa população”, enfatiza a referência técnica.

Fluxo de atendimento

A SMS planejou e acompanha ações de atenção integral à saúde da pessoa idosa, que são desenvolvidas tendo a Rede de Atenção Primária (Reap) como inicio do acesso.

“O paciente vai até a Unidade Básica de Saúde (UBS) e o médico generalista encaminha a pessoa, a partir de 60 anos, com alguma identificação de fragilidade ou presença de alguma demência, solicitando, através do sistema de regulação da SMS, o encaminhamento para o atendimento pelo geriatra no Hospital Universitário (HU)”, orienta Vanessa.

Importância do atendimento

O geriatra é o médico que avalia o envelhecimento e as doenças a partir dos 60 anos. Por isso, mesmo que o paciente não apresente sintomas, é importante buscar um especialista ao chegar na terceira idade, para que seja feita uma avaliação geral.

“As pessoas a partir dos 60 anos devem ter o acompanhamento de um geriatra é ele que avalia o paciente como um todo, promovendo através desta avaliação, exames e tratamento. Além dos cuidados com o corpo, é importante também que o idoso, de forma paralela, busque atividades de exercício da mente, o que pode evitar problemas, como a demência, ou reduzir sintomas de doenças como Alzheimer, por exemplo”, ressalta.

Fonte: Ascom/PMA

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *