SE:Redução alíquotas ICMS impactará 50% no Fundo de Combate à Pobreza


SE:Redução alíquotas ICMS impactará 50% no Fundo de Combate à Pobreza

Cláudio Nunes em 21 jun, 2022 4:05 Compartilhar

                  Blog Cláudio Nunes: a serviço da verdade e da justiça“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.O Projeto de Lei Complementar – PLP 18/22, que reduz as alíquotas de ICMS sobre combustíveis, energia, transporte e comunicação, aprovado pelo Congresso Nacional e que vai para sanção do presidente da República, pode impactar em 50% do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza – FUNCEP, em Sergipe.

Segundo o secretário de Estado da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, a estimativa de recuo na arrecadação a partir de julho é preocupante. Algumas observações avaliadas pelo secretário e a equipe dele: 

– O PLP 18 reduz as alíquotas de ICMS em combustíveis, energia, comunicação, e transporte para 18%; 

– Acaba com a cobrança de ICMS sobre transmissão e distribuição de energia;- Institui imediatamente média móvel de 60 meses pra o Diesel;

– Possibilidade de Compensação de perdas até dezembro de 2022: Caso a arrecadação global do estado caia +5% em relação ao mesmo período de 2021 o governo federal compensará no pagamento do serviço de dividas do ente.Sobre a arrecadação desses itens em Sergipe o impacto é o seguinte:-algumas alíquotas já estão conforme a lei solicita: Tarifa transmissão energia, 18%; transportes, 18% e diesel, 18%;(mesmo já sendo 18%, a lei aumentou a média pra cálculo do PMPF pra 60 meses, o que vai derrubar o preço sobre o qual se cobra o ICMS hoje); QAV, 18% e GLP, 12%.

As maiores perdas serão: gasolina que hoje é 29%; telecomunicação, 28% e etanol, 27%. 

Com estes dados, segundo o secretário e sua equipe a expectativa de queda a partir de julho deste ano é a seguinte nos seguintes itens:Telecomunicações: R$ 6 milhões/mês;Tarifa transmissão: R$ 4 milhões/mês;Energia: 10.201.000,000;Gasolina: R$ 18.900.000,00 (inclui o FUNCEP);Diesel: R$ 8.000.000,00;Etanol: R$ 1.000,000,00.O recuo mensal da arrecadação será em torno de R$ 50 milhões. Um detalhe: este é o valor que a arrecadação vem crescendo se comparado com o mesmo mês no ano de 2021. 

O efeito da redução será em cascata reduzindo o repasse aos municípios em áreas como saúde e educação em torno de R$ 25 milhões.

E uma preocupação alertada pelo secretário Marco Queiroz: neste momento delicado com muitas pessoas na linha da pobreza a queda no FUNCEP será na ordem de 50%, impactando na atual expansão das políticas de combate à pobreza.

Circulando  O blog recebeu um print de 2 cartas que estão circulando no clero de Sergipe sobre a indicação de 2 padres da arquidiocese de Aracaju para serem nomeados bispos. O print foi enviado por alguém da cúpula da arquidiocese, que também fez questão de comentar: nenhum dos 2 nomes consultados serão nomeados bispos, pois além de terem sido indicados pelo arcebispo d. João Costa, não preenchem os mínimos requisitos necessários. Misericórdia. 

Quem será?  O blog recebeu inúmeras mensagens e telefonemas para saber o nome do religioso que tem o mau costume de colocar a ligação no viva voz sem o conhecimento da pessoa que está no outro lado da linha e para saber qual foi a ilustre autoridade que foi exposta no viva voz. O blog sabe os mínimos detalhes da reunião e ouviu até uma gravação com a voz do religioso. Será que o religioso está ruim da cabeça ao expor a ilustre autoridade no viva voz sem o conhecimento da mesma? Ganha um picolé de graviola quem adivinhar os nomes.

Deso: falta de água na região do Bairro Farolândia. Desculpa é porque com as chuvas os reservatórios estão cheios e a água está turva e precisa ser tratada. E a empresa não prevê as chuvas e um plano de purificação da água e remanejamento também? Um absurdo os moradores e os empresários estão sendo prejudicados e vão acionar a Deso na Justiça pedindo ressarcimento do prejuízo.

Ligações Perigosas? E ontem o comunicador Ewerton Valadares informou em primeira mão, na Sara Brasil FM, que o presidenciável Lula quando aterrissou em Sergipe, ligou para o governador Belivaldo Chagas para agradecer o apoio logístico e de segurança que recebera. Como o blog é curioso, algumas fontes além de confirmar a informação de Ewerton, disseram mais: Lula, agradeceu sim todo apoio e se colocou à disposição do governador sempre que precisar, relatou ainda que as conversas com Gilberto Kassab, presidente do seu partido andam a correr bem, e espera um desfecho positivo para breve, deixando claro que quer o voto do grupo governista, em especial da chapa majoritária, encabeçada pelo deputado federal e defensor de Dilma e do PT, contra o impeachment, Fábio Mitidieri. Parece que a aparição de Lula em Sergipe deixou um rastro de medo nos prepotentes petistas que estão com ânsia de poder. Arrepare, Osmário! 

DC Sergipe lança pré-candidatura do médico geriatra Antônio Cláudio O médico geriatra Antônio Cláudio Neves é o pré-candidato a governador de Sergipe pelo partido Democracia Cristã (DC). O lançamento ocorreu no sábado, 18, no Hotel Real Classic, na orla da Atalaia, e contou com a participação de lideranças da sigla de todo o Estado. Na mesma solenidade foram conhecidos os 14 pré-candidatos ao Senado, Assembleia Legislativa de Sergipe e Câmara Federal.

Cuidar do idoso “Cerca de 70% dos aposentados sustentam filhos e netos. Lutar pela geração de trabalho e desenvolvimento em favor do jovem é também cuidar do idoso”, alertou o Dr. Cláudio Geriatra para uma plateia que lotou um dos salões do Hotel Real Classic. De acordo com o pré-candidato a governador, os aposentados têm um papel silencioso muito maior que o Auxílio Brasil – nome do novo Bolsa Família – justamente porque são idosos que as famílias se sustentam com seus rendimentos. “Precisamos dar educação aos jovens para eles serem empreendedores, para que o idoso tenha tranquilidade”, reforçou. 

Transparência No programa de governo, o pré-candidato Dr. Cláudio Geriatra diz que é preciso motivar os professores, valorizar o agronegócio, dando condições para o homem do campo se desenvolver no seu local de origem. Ou seja, qualificar as pessoas que atuam no campo para que eles continuem produzindo. “Precisamos plantar essas sementes para que elas se desenvolvam!”, destacou. Dr. Cláudio Geriatra defendeu a necessidade de o governo ter um Portal da Transparência analítico, que mostre claramente como e com o que estão sendo usados os recursos públicos. “Ou seja, tem que estar tudo detalhado, com resultados para que tomemos conhecimento do desempenho dos secretários estaduais”, disse. 

Em áudio, ex-funcionário da gestão do grupo de Gustinho e Hilda cobra pagamento atrasado: “Eu tenho duas filhas, prefeita” Fonte: O Bolo é Grande: Um ex-funcionário da gestão do grupo do deputado federal Gustinho Ribeiro (Republicanos) e da prefeita de Lagarto, Hilda Ribeiro (Republicanos), conhecido como Denis, está cobrando um pagamento atrasado de 2020. Ele chegou a cobrar o pagamento à secretária municipal Luiza Ribeiro, que é tia de Gustinho. A secretária disse que não poderia fazer nada, apenas informar o telefone de Gustinho e Hilda.

Desespero Em áudio, divulgado nos grupos de WhatsApp de Lagarto, Denis fala do seu descontentamento e desespero por não receber o pagamento. “Solicitei um direito que eu tenho desde 2020, no ano passado não deu andamento, também solicitei esse ano, há dois 2 meses. Pedi ajuda a alguns amigos para que falassem com a prefeita para eu receber o direito que eu tenho, que está atrasado(…) 

Desespero II Falei com alguns secretários, mas, infelizmente, até agora só o ditado popular “só me enrolando” (…) A única coisa que eu pedi foi que me ajudasse a receber o que eu tenho atrasado (…) Que grupo é esse, rapaz? (…) A única coisa que solicitei foi receber uma coisa que tem direito e a prefeita não paga, que é isso, prefeita? (…) Eu tenho minhas contas para pagar (…) Eu fiz plano com esse dinheiro (…) Eu tenho 2 filhas, prefeita (…) A senhora também tem dois filhos, é mãe de família (…) Eu tenho certeza, prefeita, durante esse tempo que você está na prefeitura, não atrasou um dia o salário da senhora, e porque o meu a senhora está deixando atrasar? (…) É pedir muito, prefeita?”, desabafou. O áudio:

Itabaiana: Prefeito Adailton Sousa assina seis ordens de serviços estruturantes O Governo de Itabaiana, através do prefeito Adailton Sousa, autorizou na manhã desta segunda-feira (20) a assinatura de 06 (seis) novas ordens de serviços estruturantes para o município. As ordens de serviços com recursos próprios são as seguintes: Revitalização do canteiro central da avenida 13 de junho; Pavimentação a paralelepípedo de ruas do povoado Rio das Pedras; Reforma das praças da cidade. 

Contrapartida Há também as ordens de serviços com contrapartida do próprio município e convênio Federal: Construção de um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) no Bairro Porto; Pavimentação asfáltica do povoado São José; Construção do Centro Municipal de Equoterapia. As obras já devem iniciar instantaneamente e atenderão as demandas sugeridas pela população itabaianense nos últimos tempos. 

Centro de Equoterapia Para o prefeito Adailton Sousa, além das obras importantes conquistadas, o Centro de Equoterapia será uma referência para o estado inteiro. “Esta obra é uma grande referência, um sonho. Para aquelas mães que possuem crianças autistas ou com microcefalia ou pessoas que tiveram AVC. Todas elas terão o tratamento da Equoterapia. O nosso tão sonhado Centro contará com Psicólogo, Fonoaudiólogo, Terapeuta Ocupacional, Fisioterapeuta”, destacou o prefeito. 

“Precisamos de mais transparência no Brasil para ajudar no combate à corrupção”, declara Nitinho O pré-candidato a deputado federal e vereador de Aracaju, Nitinho Vitale (PSD), defende a importância do país possuir cada vez mais órgãos e portais da transparência eficientes e modernos para auxiliar no combate à corrupção e facilitar o acesso às informações de interesse da população. A transparência, inclusive, é um dos pilares das gestões de parlamentar na Câmara Municipal de Aracaju – CMA. 

Posts relacionados

Deputado quer redução da taxa de licenciamento de veículos

Alunos do Centro de Excelência de Lagarto são finalistas da ONHB…

Aracaju recebe espetáculo infantil O Encanto – Família Madrigal

Experiência “E é justamente essa experiência de tudo o que fizemos no Legislativo Municipal que quero levar para o Congresso Nacional. Precisamos de mais transparência em relação aos recursos públicos, em todas as esferas de poder. Isso é um direito da população, para fiscalizar os recursos públicos, inclusive podendo contribuir no combate à corrupção”, destaca Nitinho, atualmente licenciado da presidência da Câmara Municipal de Aracaju (CMA). 

Portal da transparência Para o parlamentar, um portal da transparência moderno e que funcione de forma efetiva faz toda a diferença em uma gestão. Tanto que, enquanto presidente, Nitinho promoveu avanços no Portal da Transparência da CMA, elevando a nota do órgão atribuída pelo Tribunal de Contas do Estado – TCE/SE. “Quando assumi a presidência da Casa a nota era 1.2, praticamente no site não havia transparência”, ressalta. 

Portal da transparência II “Logo no início da minha primeira gestão como presidente, o Portal da Transparência passou pelo processo de modernização e registrou um aumento na avaliação do TCE/SE. Em 2018, subimos para a nota 7.4; em 2019, o portal atingiu a nota 8.6 e em 2020 conquistamos a maior nota registrada, 9.8, o que é um grande avanço para o Legislativo”, detalha. Ainda de acordo com Nitinho, em 2021, o Portal da Transparência da Câmara de Aracaju continuou sendo atualizado e recebeu o reconhecimento nacional na Edição Guia do Parlamento Aberto, da Câmara dos Deputados. “Assim como na CMA, quero defender na Câmara dos Deputados essa bandeira, para que o cidadão possa acompanhar melhor tudo que vem sendo feito pelos parlamentares federais com os recursos públicos. Quanto mais transparência nas gestões, maior o zelo com o dinheiro público, o que gera ainda mais economia”, reforça o vereador. 

Portal da transparência III Entre os principais critérios da avaliação do TCE para os Portais de Transparência estão as informações referentes à folha de pagamento, ao orçamento, às receitas e despesas, às prestações de contas, passagens e diárias, além das publicações de editais, licitações e contratos, relatórios fiscais, formulários e links para o acesso à informação. 

Sustentabilidade Nitinho ressalta ainda que a transformação tecnológica e de modernização do Portal da Transparência da CMA trouxe a redução de impactos ambientais. “A administração tem dado passos significativos para alcançar níveis de excelência em gestão pública no Poder Legislativo. Implantamos na Casa Legislativa o Projeto Câmara sem Papel, onde todos os documentos tramitam de forma virtual, sem a necessidade do papel impresso, como também a assinatura virtual”, explica. 

Modernização Segundo o parlamentar, a modernização passou ainda pelo setor financeiro, onde todos os processos de pagamentos de despesas têm sido feitos pelo internet banking. “Tudo isso foi um grande avanço que vem reduzindo impactos financeiros e ao meio ambiente. Queremos levar projetos como este também para o Congresso Nacional”, finaliza o parlamentar.

 

OPINIÃO  

Patrimônio Cultural ou Natural?  Por Antônio Samarone, médico sanitaristaSua excelência, o deputado Zezinho Sobral, festejou a aprovação de um projeto de lei concedendo ao “caranguejo” o título de “patrimônio cultural e imaterial de Sergipe”. Um título vazio e pomposos. 

Caranguejos são todos os crustáceos com cinco pares de pernas e cefalotórax, são patrimônios naturais dos biomas marinhos. Outraimagem21-06-2022-07-06-40 coisa, caranguejos são muito, milhares de espécies. Acho que título do deputado seja para o caranguejo uçá (Urca cordata). 

Reconheço que os caranguejos sergipanos são diferentes dos baianos. Os caranguejos baianos são transportados em caçuás fechados, os caranguejos sergipanos em caçuás abertos. Os caçuás com os caranguejos sergipanos podem ficar abertos que ninguém foge. O primeiro que começar a subir, os outros puxam para o fundo do cesto. 

Essa banalização do patrimônio cultural é um incentivo ao desrespeito. Se tudo é patrimônio cultural, perde-se a especificidade, nada é!

O caranguejo nem é patrimônio cultural, muito menos imaterial. Talvez os modos de degustação, de preparação e da pesca dos caranguejos em Sergipe têm especificidades culturais. A cultura é uma manifestação humana. 

O monumento mais visitado em Sergipe é um caranguejo de fibras na orla de Atalaia. A maior obra do Governador Jackson Barreto. Roma tem Moisés, de Michelangelo, Aracaju tem o caranguejo de fibras. Isso é cultura, mas o caranguejo no mangue é natureza.O nome Sergipe origina-se do tupi si´ri ü pe, que significa “rio dos siris”. Não deriva do nome do Cacique Serigy, como disse recentemente um parlamentar federal do PT. Os siris já foram homenageados dando nome ao Estado de Sergipe, mesmo assim não são patrimônios culturais.O ex-vereador Cosme Fateira, causou uma grande polêmica por muito menos: deu um título de cidadão aracajuano ao urubu, mas não teve a coragem de transformá-lo em patrimônio cultural e imaterial de Sergipe.Os caranguejos são os urubus dos mangues, se alimentam de carniças e detritos.O ex-vereador Rafael Oliveira apresentou um projeto de lei proibindo se comer as fêmeas dos siris, principalmente as ovadas, por razões compreensíveis. Um projeto claramente preservacionista. 

Achar que o caranguejo é um bem cultural confunde com o seu lado natural da necessidade da preservação. Mas o caranguejo como um bem imaterial já é um apelação espiritual.

Talvez o deputado pudesse dar comendas parlamentares aos caranguejos e as caranguejeiras. Em tempo, os órgãos ambientais abandonaram a preservação dos caranguejos em Sergipe, enquanto patrimônio natural.

OPINIÃO 

DIA MUNDIAL DA MÍDIA— 21 DE JUNHO —   Por Clarkson Moura“O meio é a mensagem”.Marshall McLuhanDesde o surgimento dos dois primeiros seres animais, a COMUNICAÇÃO tornou-se uma necessidade vital de sobrevivência eimagem21-06-2022-07-06-41 convivência entre eles. Assim, as interações entre esses entes, logo, acarretariam os três conhecidos modos de efetivação de vontades instintivas, com vistas à satisfação daquelas circunstanciais necessidades: a cooperação, a concorrência e o conflito.Deveras, sem esse fenômeno de relacionamento entre indivíduos intraespecíficos ou heteroespecíficos, a Humanidade não poderia ter saído do estado primitivo ao estado civilizatório. Estaria, até hoje, imersa na noite das cavernas.Não fosse essa inata capacidade de os seres vivos interagirem, as categorias culturais, como extrativismo, família, propriedade, plantação, educação, escola, sociedade, norma, cidade, estado, governança, instrução, ciência, técnica, religião, vestuário, abrigo, moeda etc., não teriam sido idealizadas, criadas, convencionadas, implementadas e impostas.O fenômeno de interação social, batizado, pelos antropólogos, de aculturação, que resulta do contato entre duas culturas ou da sujeição de um grupo social por outro, serve para denotar o desenvolvimento de reflexões sobre as mudanças que podem acontecer em uma dada sociedade, a partir da inclusão de elementos externos, isto é, do contato com outras culturas. Sem a COMUNICAÇÃO não frutificaria.Nessa linha de raciocínio, a evolução cultural do homem em sociedade ou, na definição elaborada, no final do século 20, por Samuel Huntington, apoiado em Fernand Braudel, a civilização, sendo entendida “como uma área cultural e seu sistema de valores, em que todos os seus integrantes compartilhariam de um conjunto de características comuns”, não se implementaria sem a presença da COMUNICAÇÃO.Por seu turno, o termo “mídia” tem o significado de meio, que, segundo Marshall McLuhan, “o meio é a mensagem”.No entendimento desse famoso tratadista canadense, mídia expressa todo e qualquer meio que sirva de via de transmissão de sinais de mensagens auditivas, visuais, audiovisuais, imágicas ou icônicas.Em razão das famigeradas e frequentes “fake news”, que viralizam diuturnamente, nas populares e globais “redes sociais”, a ética nos meios de comunicação de massa tem provocado, hodiernamente, em todo o Mundo, uma avalanche de polêmicas, debates, críticas, censuras, demandas judiciais, nos mais diversas espaços públicos, porquanto a mídia, em seu sentido amplo, não hesita em desdenhar as mais rigidas regras de controle e conduta dessa atividade de imensurável utilidade social, em proveito dos mais reprováveis e perversos interesses particulares, financeiros e/ou políticos.O nobre poder-dever da Mídia, como agente formador de opinião, difusor de informações, prestador de serviços de utilidade coletiva, promotor de educação e cultura, tem sido duramente comprometido pelo deliberado cerceio da liberdade de informação jornalística e de manifestação de pensamento, garantias asseguradas, respectivamente, às empresas e aos profissionais da área.Acontece, todavia, que a maioria da “Grande Imprensa” — patrimonialista e mercantilista — e seus antiéticos profissionais de comunicação, em regra, não agem com o mínimo deontológico pertinente. Assim, os conglomerados de comunicação do Brasil, em regra, fazem questão de atuar em defesa daqueles que lhes pagam as contas ou lhes propiciam privilégios políticos, disseminando, campanhas de ódio, propalando notícias sensacionalistas e dramáticas, com o exclusivo objetivo de faturar o máximo de llucratividade e barganhar tráfico de influência, perante o Poder Público.Infelizmente, nesse aspecto, este “Patropi”, ainda está defasado do chamado Primeiro Mundo.A propósito, esse descompasso — a meu sentir — remonta ao cabo de um período de indeclinável modernização multissetorial, vivido pelo País, que começara no pioneirismo negocial de Irineu Evangelista de Sousa — o Barão de Mauá — um dos precursores do empreendorismo industrial do Império (séc. 19), passou pelas visões progressistas de Edgard Roquette Pinto – Patrono da Radiodifusão Brasileira, “Rádio Sociedade do Rio de Janeiro” (1922) e Assis Chateaubriand – fundador dos “Diários Associados” (1924), e chegaria a ousadia empresarial de Paulo Machado de Carvalho – fundador da “Rede Record” (1953), (sec. 20).Anote-se, de oportuno, que desse período para cá, pontuais mudanças de rumo, de menor impacto sociocultural, mas de maior sofisticação tecnológica — é claro — aconteceram “no varejo”, neste País. Como é o caso dos empresários: Roberto Marinho, da gigantesca “Rede Globo” (1965); de Sílvio Santos, do SBT; de João Jorge Saad, da Rede Bandeirantes” (1967); e de Edir Macedo, da nova Rede Record; todos na Mídia Televisiva. Na Mídia Impressa, então, destacaram-se quatro jornais matutinos brasileiros: “Folha de São Paulo” e “O Estado de São Paulo”, de São Paulo; e “O Globo” e “Jornal do Brasil”, do Rio de Janeiro. Seria eu, no mínimo, hipócrita, supeito ou desinformado, se, aqui, tentasse ignorá-los.Pois bem, já faz tempo que perdemos, “no atacado”, a passagem do “bonde do jornalismo pós-moderno”, conquanto tenhamos embarcado no “supersônico do desenvolvimento científico-tecnológico”. Por isso, desde então, vivemos a correr atrás daquele estilo jornalístico, sem perspectiva de lograr alcançá-lo num futuro próximo.Na Engenharia Eletrônica – subdivisão da Engenharia Elétrica – perfeitamente sincronizada com o progresso contemporâneo dos demais ramos do saber humano – seguimo-la de perto, isto é, temos acompanhado, “pari passu”, a constante e vertiginosa mutação eletroeletrônica, no compasso da Ciência e da Tecnologia de ponta, no Mundo hodierno.Com efeito, por um imperativo de lógica, de racionalidade e de economicidade – embora não seja exclusivamente um profissional da área nem notório especialista na matéria – ouso discordar, com o devido beneplácito, dos que pensam de forma diversa.Ora, sem querer posar de arauto da verdade e onisciente, até que se me prove o contrário, não consigo vislumbrar qualquer razão plausível para que saudosistas das pioneiras mídias continuem intrasigentes e refratários à revolução da “Comunicação Global” instantânea, a qual, pela sua “performance” funcional, foi aprovada e consagrada pela “População Mundial”, e, mais do que isso, veio para ficar, enquanto não surge algo novo que o suplante.Com advento, no final do século 20 e ínício do século 21, da “Telefonia Móvel”, sinergeticamente aliada à “Telemática” e à consectária desta, a “Internet” (Rede Mundial de Computadores), exsurge a impetuosa, incontrolável, abragente, vertiginosa e exuberante Mídia Digital. Resultante da convergência da radical e inafastável guinada eletrônica e do salto sideral da gigantesca e retumbante evolução da “Inteligência Artificial”, efeitos inusitados e subsequentes, por sua vez, do incontível, imprevisível e surpreendente desenvolvimento científico-tecnológico, viabilizadores do maravilhoso cibermundo ou exaespaço virtual, onde ela (tipo midiático) abunda e opera sob a forma das hodiernas mídias digitais (subdivisões): mídias sociais e redes sociais, que, por seu turno, se espalharam pelo Mundo afora, cruzando limites, divisas e fronteiras geográficas, permeando e inundando a Humanidade, de modo que a transformaram numa aldeial global, interligada “on-line, em tempo real, ao vivo e em cores.Portanto, para sobreviverem ao referido dilúvio cibernético, as mídias tradicionais, como o Rádio, a Televisão, o Jornal, a Revista etc., tiveram de se adequar às imperiosas e inevitáveis inovações virtuais e digitais.Destarte, para rematar meu indouto raciocínio, agora desenvolvido, permito-me assentar: Esta é que é a verdade. o resto é conversa-fiada de misoneístas, antiprogressistas, carrancistas ou passadistas.Por fecho, Minha Gente, chega de atraso, pois, como bem oraculou Heráclito de Éfeso, o genial pensador grego, considerado o Pai da Dialética: “Nada é permanente, exceto a mudança.”VIVA! OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO!VIVA! A IMPRENSA ESCRITA!VIVA! O RÁDIO!VIVA! A TELEVISÃO!VIVA! AS REDES SOCIAS!VIVA! AS MÍDIAS SOCIAIS!VIVA! AS MÍDIAS DIGITAIS!VIVA! A ALDEIA GLOBAL!PELO TWITTERwww.twitter.com/DalaiLama We are all basically the same. We all have the same human mind. It is true that external influences—one’s surroundings and so forth—are important, but ultimately the nature of mind itself is more important. Each and every one of us has the same potential, the same mental quality.imagem21-06-2022-07-06-42

 

 

 

www.twitter.com/FernanLula2022 Em resposta a @Beto1berto e @minc_rjimagem21-06-2022-07-06-42

 

 

 

 

 

 

 

www.twitter.com/hoc111 Candidato derrotado na Colômbia:“Aceito o resultado, como deve ser se desejamos que as instituições sejam firmes”Na França:“Os franceses escolheram outro caminho”No Chile:“Ele merece todo respeito e colaboração construtiva”Não importa quem ganhe, será assim no Brasil?www.twitter.com/vaticannews_pt Mitra ou cocar? Não poderia haver um presente mais característico para o #PapaFrancisco dos bispos vindo da #Amazônia, mais especificamente do Norte 1 (Estados do Amazonas e Roraima) e Noroeste (Acre, sul do Amazonas e Rondônia).

Mitra ou cocar? Não poderia haver um presente mais característico para o #PapaFrancisco dos bispos vindo da #Amazônia, mais especificamente do Norte 1 (Estados do Amazonas e Roraima) e Noroeste (Acre, sul do Amazonas e Rondônia). pic.twitter.com/uj7GnUT3K7

— Vatican News (@vaticannews_pt) June 20, 2022

imagem21-06-2022-07-06-43

 

Frase do Dia“Tente ser autêntico consigo mesmo e não deixe que os outros perturbem sua paz de espírito.” Marco Aurélio, escritor, filósofo estoico e imperador romano.

imagem21-06-2022-07-06-44

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ouça a reportagem e compartilhe:https://www.vaticannews.va/pt/vaticano/news/2022-06/curso-on-line-gratuito-sobre-teologia-e-pratica-da-sinodalidade.html

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet. Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *