Breno Garibalde reforça coro pela vaga do professor Ilziver Matos na UFS – Imprensa 24h

O vereador Breno Garibalde se somou a causa do professor Ilziver Matos na luta pela sua posse na Universidade Federal de Sergipe. Na manhã da última terça (19), Ilziver participou da Tribuna Livre, na Câmara Municipal de Aracaju, relatando o racismo estrutural por parte da instituição e Breno reforçou o pedido de celeridade na resolução do fato.

“O professor Ilziver Matos é mestre, doutor, pós-doutor, ativista e candomblecista, foi aprovado legalmente no concurso público da Universidade Federal de Sergipe e após mais de um ano, ainda não foi empossado. A UFS, que deveria ser o pilar na luta por justiça e equidade social, peca gravemente e descumpre a lei de cotas. Isso é racismo estrutural, que foi um termo criado por ativistas do grupo Pantera Negra e se dá quando há falha coletiva de uma organização em promover um serviço apropriado e profissional às pessoas, simplesmente por sua cor, cultura ou origem étnica”, destacou Breno.

O parlamentar ressaltou também que a justiça reiteradamente já pediu a posse de Ilziver e mesmo assim, a universidade segue sem empossar e sequer se apresenta numa audiência de conciliação para negociar.

“É uma luta de todos nós e precisamos ser mais enfáticos com isso. É necessário que a Comissão de Educação da CMA se posicione também para que a gente possa avançar e resolver essa situação”, afirmou o vereador.

Festival Modernagem Em sua fala na tribuna, Breno também chamou a atenção para o encerramento injustificado do Festival Modernagem, que ocorreu no último sábado (16).

“Conheço os organizadores do evento e eles tinham todas as licenças para que a festa ocorrese de forma tranquila, mas infelizmente isso não aconteceu. Segundo a organização, a Polícia Militar chegou após denúncia anônima, não aferiu o volume do som e encerrou a festa 20 minutos após o início do primeiro show, sem maiores explicações. O festival é uma manifestação da cultura popular e é muito importante que a gente incentive o setor de eventos, principalmente depois da pandemia. O ocorrido foi lamentável, deixo minha solidariedade aos organizadores e espero que fatos como esse, não voltem a ocorrer”, ressaltou Breno.

Relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *