GAZETA DE SERGIPE

Gazeta de Sergipe: Notícias, futebol ao vivo, jogos

Exposição de trabalhos de Empreendedorismo agita escolas

Paula Pessoa


Secretaria de Educação e Cidadania

Em São José dos Campos, o Empreendedorismo também se aprende na escola. Desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental, a rede de ensino municipal aborda características, habilidades e competências socioemocionais e empreendedoras que vão além do currículo, preparando os estudantes para a vida, inspirando sonhos e o protagonismo.

A Educação Empreendedora faz parte do currículo da rede municipal e tem sido ampliada neste ano pela Prefeitura, que mantém parceria com o Sebrae no programa JEPP (Jovens Empreendedores Primeiros Passos), estendido para mais de 38 mil alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, com um crescimento de 61% em relação ao ano passado.

No decorrer deste semestre, as 50 escolas municipais de Ensino Fundamental organizam exposições dos projetos de empreendedorismo, que contam com a visitação das famílias dos alunos, para conhecer de perto as ideias inovadoras, prestigiar e incentivar. 

Na Emefi Maria Antonieta Ferreira Payar, no Pinheirinho dos Palmares, a “Feira Jepp”, na última semana, virou um grande evento para toda escola repleto de talentos, capricho e interação com a comunidade escolar. 

Inovar e ajudar o próximo

“A gente pensou em um aplicativo que conecta prestadores de serviços e idosos, que moram sozinhos ou que a família não pode estar próxima o tempo todo. O nosso aplicativo tem pacotes de serviços para, por exemplo, acompanhar o idoso em alguma atividade, sair para caminhar, ir ao médico, tomar um café ou passear. A família pode criar um perfil para o idoso e ver o cadastro dos prestadores de serviço, além de feedbacks sobre as ações. Estamos aperfeiçoando a ferramenta porque vamos apresentar no Empreende”, explica João Estevan,14 anos, do 9º ano.

“Pretendo estudar Psicologia porque eu quero ajudar o maior número de pessoas que conseguir, me sinto bem participando deste projeto, pois com esse aplicativo poderemos oferecer ajuda para quem precisar”, destacou o aluno. 

Ryan Vinicius Marques de Oliveira, 14 anos, está no 8º ano e se prepara com os colegas para expor os murais e ideias no evento da rede municipal no final do ano. “A importância de tudo isso para mim é aprender coisas novas, que usamos aqui na escola e vamos levar para a vida”, disse.

Sustentabilidade

Os alunos dos anos iniciais (1º ao 5º ano) têm entre 6 e 10 anos e participam das atividades nas escolas de forma dinâmica com vários temas, como: saúde, bem estar, cuidado com o meio ambiente, criatividade, com jardins sensoriais, divulgação sobre alimentação saudável, degustação de receitas feitas pelas crianças com auxílio dos professores, brincadeiras e jogos populares, até trabalhos sobre economia criativa, entre outros. 

“Nós plantamos e depois fizemos chá de hortelã e vários outros. Estamos apresentando na feira sobre as plantas aromáticas, elas são parte importante da natureza, com elas podemos nos alimentar e fazer temperos, sucos e chás. Gostei muito de participar dessas aulas”, comentou Kevin do Nascimento Pereira, 7 anos, do 1º ano. 

“O projeto do Jepp é muito legal, a gente começou aprendendo sobre comidas saudáveis, então fizemos saladas de frutas, que poderemos vender depois. É muito importante para eu ser um grande empreendedor, quero ter meu próprio negócio no futuro”, afirmou Kauan Lucas das Chagas Santiago, do 2º ano. 

A exposição dos projetos na escola Maria Antonieta foi inspirada no modelo do Empreende Startup Educacionais da rede municipal, evento anual que reúne atividades e ações realizadas pelo Cedemp em todas as escolas durante cada ano letivo. A edição 2023 está prevista para dezembro deste ano.

Segundo o diretor, Rodrigo Dias, o tema principal foi a sustentabilidade, presente desde a organização dos espaços, com estandes rústicos, até as ideias apresentadas pelos alunos. 

“Nossa cidade é um polo industrial e tem a marca do empreendedorismo, com centros de inovação e diversas empresas e startups. Queremos preparar nossos estudantes para, desde pequenos, terem ideias inovadoras e coragem para sonhar e realizar seus projetos”, afirmou o diretor. 

Veja outros exemplos:
Educação Empreendedora promove saúde e solidariedade

Educação Empreendedora é ampliada nas escolas de São José

 


MAIS NOTÍCIAS

Secretaria de Educação e Cidadania

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *